BAGAGEM – Novos requisitos para o transporte de armamentos retidos no Chile

BAGAGEM – Novos requisitos para o transporte de armamentos retidos no Chile

Informamos que por uma disposição legal da Direção Geral de Aviação Civil do Chile (DGAC), foram implementados novos requisitos para o transporte de armas como bagagem retida em voos domésticos neste país.

Descrição:

O transporte de uma arma como bagagem retida implica que um cliente porta a arma consigo e deve deixá-la “em retenção” durante a viagem, mediante autorização e inspeção da equipe de Segurança Aeroportuária (AVSEC).

Os passageiros que precisam transportar armas dentro do Chile como bagagem retida devem fazer a solicitação através do seu agente de Suporte Agências no máximo até 2 horas antes do voo.

Os requisitos indicados pela regulamentação são:

– Aceitação de no máximo 5 armas retidas por voo.

– Não há um limite máximo de armas por passageiro, desde que seja respeitado o limite máximo permitido por voo.

– passageiro deve se apresentar no controle AVSEC até 1 hora antes do horário de partida do voo.

– Todas as armas e carregadores devem ser entregues em uma caixa rígida (plástico ou metal) sem munições, caso contrário, não serão aceitas para transporte.

– Munições: máximo 5 kg por passageiro, em um estojo rígido, protegido e lacrado (não será embarcado como bagagem retida).


Os passageiros que transportam armas como bagagem despachada no porão do avião (SSR WEAP) não têm essa restrição.

Alcance:

Transporte de armas em viagens 100% domésticas no Chile (excluindo voos codeshare).

Data de implementação:

07 de Junho de 2024

Considerações

– A solicitação para o transporte de armas será refletida na reserva/ordem através de um SSR ZZZZ. – Informar ao cliente que o armamento deve ser entregue pelo próprio passageiro ao pessoal de segurança da DGAC no controle de AVSEC do aeroporto de embarque.

Seção:

Bagagem | Artigos Restritos